segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

"O BOM SAMARITANO" OU "O BOM TRAVESTI"

Por Rubem Alves [1]

E perguntaram a Jesus: "Quem é o meu próximo?" E ele lhes contou a seguinte parábola:

Voltava para sua casa, de madrugada, caminhando por uma rua escura, um garçom que trabalhara até tarde num restaurante. Ia cansado e triste. A vida de garçom é muito dura, trabalha-se muito e ganha-se pouco. Naquela mesma rua dois assaltantes estavam de tocaia, à espera de uma vítima. Vendo o homem assim tão indefeso saltaram sobre ele com armas na mão e disseram: "Vá passando a carteira". O garçom não resistiu. Deu-lhes a carteira. Mas o dinheiro era pouco e por isso, por ter tão pouco dinheiro na carteira, os assaltantes o espancaram brutalmente, deixando-o desacordado no chão.

Às primeiras horas da manhã passava por aquela mesma rua um padre no seu carro, a caminho da igreja onde celebraria a missa. Vendo aquele homem caído, ele se compadeceu, parou o caro, foi até ele e o consolou com palavras religiosas: "Meu irmão, é assim mesmo. Esse mundo é um vale de lágrimas. Mas console-se: Jesus Cristo sofreu mais que você." Ditas estas palavras ele o benzeu com o sinal da cruz e fez-lhe um gesto sacerdotal de absolvição de pecados: "Ego te absolvo..." Levantou-se então, voltou para o carro e guiou para a missa, feliz por ter consolado aquele homem com as palavras da religião.

Passados alguns minutos, passava por aquela mesma rua um pastor evangélico, a caminho da sua igreja, onde iria dirigir uma reunião de oração matutina. Vendo o homem caído, que nesse momento se mexia e gemia, parou o seu carro, desceu, foi até ele e lhe perguntou, baixinho: "Você já tem Cristo no seu coração? Isso que lhe aconteceu foi enviado por Deus! Tudo o que acontece é pela vontade de Deus! Você não vai à igreja. Pois, por meio dessa provação, Deus o está chamando ao arrependimento. Sem Cristo no coração sua alma irá para o inferno. Arrependa-se dos seus pecados. Aceite Cristo como seu salvador e seus problemas serão resolvidos!" O homem gemeu mais uma vez e o pastor interpretou o seu gemido como a aceitação do Cristo no coração. Disse, então, "aleluia!" e voltou para o carro feliz por Deus lhe ter permitido salvar mais uma alma.

Uma hora depois passava por aquela rua um líder espírita que, vendo o homem caído, aproximou-se dele e lhe disse: "Isso que lhe aconteceu não aconteceu por acidente. Nada acontece por acidente. A vida humana é regida pela lei do karma: as dívidas que se contraem numa encarnação têm de ser pagas na outra. Você está pagando por algo que você fez numa encarnação passada. Pode ser, mesmo, que você tenha feito a alguém aquilo que os ladrões lhe fizeram. 

Mas agora sua dívida está paga. Seja, portanto, agradecido aos ladrões: eles lhe fizeram um bem. Seu espírito está agora livre dessa dívida e você poderá continuar a evoluir." Colocou suas mãos na cabeça do ferido, deu-lhe um passe, levantou-se, voltou para o carro, maravilhado da justiça da lei do karma. [2]

O sol já ia alto quanto por ali passou um travesti, cabelo louro, brincos nas orelhas, pulseiras nos braços, boca pintada de batom. Vendo o homem caído, parou sua motocicleta, foi até ele e sem dizer uma única palavra tomou-o nos seus braços, colocou-o na motocicleta e o levou para o pronto socorro de um hospital, entregando-o aos cuidados médicos. E enquanto os médicos e enfermeiras estavam distraídos, tirou do seu próprio bolso todo o dinheiro que tinha e o colocou no bolso do homem ferido.

Terminada a estória, Jesus se voltou para seus ouvintes. Eles o olhavam com ódio. Jesus os olhou com amor e lhes perguntou: "Quem foi o próximo do homem ferido?"

Rubem Alves

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Amar é investigar, não no sentido de controlar, mas de atentamente e constantemente observar os detalhes; desvendar as expressões do rosto que substituem palavras e nos comunicam algo que deve ser dito em silêncio. É observar a arte de um olhar.
Amar é demorar, permanecer, descobrir, detalhar. Só pode dizer que ama, aquele que soube ficar e demorar na investigação de cada detalhe da pessoa amada.

É enxergar que além dos espinhos existem as rosas; além dos defeitos naturais existem os valores, as qualidades, os ideais e o caráter que procuramos excessivamente em pessoas erradas. Só descobrimos o caráter de alguém quando demoramos na observação daquilo que está oculto.

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Água Quente para o Chá

Água Quente Para o Chá “Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações” (Tiago 1:2) Alguma vez na vida você já esteve no fundo poço? As coisas estavam indo razoavelmente bem, os pássaros cantavam e sol raiava. Então, sem aviso, nuvens de tempestade começaram a aparecer e a calamidade lhe atingiu. Uma tragédia se abateu e, de repente, você estava se sentindo no fundo do poço. O que isso tudo significa? Ou, de repente, você se encontrou num daqueles momentos em que andava com Deus, tentava fazer tudo certo para edificar sua fé cristã, quando, de uma hora pra outra, se viu atingido por uma tentação intensa? Muitas vezes isso até acontece no pior momento do mundo, como por exemplo enquanto você orava ou estava na igreja. Então você se pergunta: porque é que isso está acontecendo comigo? Qual é o propósito das provações e tentações na vida do cristão? Há algo que possamos fazer para afastá-las para longe de um modo rápido? Sem dúvida alguma, nenhum de nós gosta de provações. Nenhum de nós gosta de ser tentado, mas existem algumas lições valiosas a serem aprendidas nestes momentos em que Deus permite tentações em nossas vidas. Na verdade, a Bíblia nos diz: "Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações, pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança. E a perseverança deve ter ação completa, a fim de que vocês sejam maduros e íntegros, sem lhes faltar coisa alguma."(Tiago 1:2-4). Você nunca ouviu alguém dizer: "os cristãos são muito parecidos com saquinhos de chá: Você não sabe o que são até coloca-los em água quente". Às vezes pensamos que estamos indo muito bem espiritualmente, quando, de repente, Deus nos coloca em um pouco de água quente. Sim, Ele nos permite passar por provações e tentações em nossas vidas; mas, apenas para que esses tempos difíceis nos ajudem a fortalecer-nos espiritualmente. #Jesuscristo #cruz #Deus #Espiritosanto #amor #adoracao #devocional #uncao #louvor #oracao #clamor #igreja #vindeamim #vinde #evangelho #santo #biblia #fe #pray #ressureicao #holyspirit #bless #God #bomdia #evangelho #graca #christ
Uma foto publicada por vindeamim (@vindeamim) em

sexta-feira, 20 de novembro de 2015




A igreja que eu quero ser é uma igreja que se importa com a fome, com o sofrimento.
A igreja que eu quero ser sente a fome do faminto, sente a sede do sedento, sente o frio do desabrigado, sente a dor do doente.
A igreja que eu quero ser mostra o caminho da salvação, mas não tem os direitos da via nem cobra o pedágio da ponte.
A igreja que eu quero ser ilumina a estrada como um farol, para que todos possam passar pela ponte, e a ponte é Jesus.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

O VALOR DA HONRA A DEUS E AOS NOSSOS PAIS

Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa; Efésios 6:2

 

    Depois de muito tempo, voltei a escrever em meu blog, confesso que por causa do tempo,postava muito mais no facebook.
Mas, hoje eu quero dar um testemunho de como os preceitos do Senhor alegram nossos corações:
Os preceitos do Senhor são retos e alegram o coração; o mandamento do Senhor é puro, e ilumina os olhos. Salmos 19:8
        Minha mãe há alguns atrás foi diagnosticada com uma enfermidade da classe de leucemia, e como morava em Cuiabá, e eu pastor na 1ª Igreja Batista de Frutal,MG, tivemos que trazer de Cuiabá-MT,  para os devidos tratamentos aqui em Barretos, tenho uma gratidão enorme a PIB de Frutal, que não mediu esforços para traze-la de avião. 
          Seu tratamento deveria ser constante, na verdade uma série de procedimentos; mas nesse ínterim eu e minha esposa fomos comissionados como missionários da Junta de Missões Nacionais da Convenção Batista Brasileira, e partimos para a plantação de Igreja no interior mineiro e minha mãe retornou a Cuiabá, mas o seu estado clínico não foi estável devido a assistência médica especializada que temos aqui no Estado de São Paulo.
          Trabalhavamos na revitalização da 2ª Igreja Batista de Teófilo Otoni- MG, próximo ao sul da Bahia, decidimos que precisavamos mudar para São Paulo, mas conversei com o meu gerente em Minas na época e ele afirmou que não teria como transferir, foi quando decidimos então colocar um pastor em meu lugar na SIB e desligar da JMN e vim para São Paulo, trabalhar numa pequena cidade paulista próxima a Franca, pois assim teria como cuidar de minha mãe em obediência a Sua Palavra.
           Não foi fácil a decisão não, Deus estava abençoado tremendamente o nosso trabalho naquela cidade, orando a Ele, na Sua Palavra ele me respondeu o que deveria : obedecer é melhor que sacrificar.
             D. Julieta é a mãe que Deus colocou para cuidar de mim, hoje eu tenho 49 anos, e aos 35 anos descobrir que era adotivo, foi um choque terrível.
                Mas, agora era minha vez de cuidar dela, como homem e principalmente como um temente a Deus.
                Eu também tinha uma casa própria em São José do Rio Preto,  a qual muito tempo atrás vendi para custear o meu Seminário, já que pastoreava igrejas que não tinham condições de me dar salário e eu precisava do Seminário.
                    Hoje em obediência a Sua Palavra, de honra-Lo e e aos meus pais;  Deus me restituiu o meu imóvel, um apartamento em Franca, próximo ao Hospital do Câncer onde ela dará continuidade ao seu tratamento, e além disso estou fazendo também uma faculdade e continuo em Missões Nacionais.
                      Por isso afirmamos o que está em Sua Palavra:
ele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade. 1 João 2:4

                     Á ELE a honra e a glória.

                                                        Pr. Celair Winverson Orlando