segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

meditação

11. Jan. 2010 - Segunda
A restauração – Esdras, Neemias e Ester

A presença profética
O tempo age contra nós
Leitura diária: Esdras 5.1,2

Leitura da Bíblia em um ano: Gênesis, capítulos 25, 26 e 27



Às vezes, não atinamos para o fato de que de um capítulo ou mesmo versículo para os outros imediatamente seguintes, algum tempo se passou, as circunstâncias mudaram, as pessoas são outras. Nos livros históricos, principalmente, precisamos estar bem atentos para isto. Os dois últimos versículos do capítulo 4 que lemos ontem se separam do primeiro e segundo que lemos hoje do capítulo 5 do livro em estudo, por cerca de quase duas décadas. Entre aquele “cessou a obra” e este “começaram a edificar a casa de Deus” há um hiato de tempo em que o povo de Deus se omitiu e se esclerosou sob o ponto de vista espiritual. Os sábados se passavam sem o culto; os dias festivos se davam sem expressão; as semanas de festividades espirituais, como a “dos tabernáculos”, “das primícias”, de “pentecostes” e a própria Páscoa, poderiam até ser lembradas pelo povo, mas isto isolada e de forma muito restrita por esta ou aquela família, esta ou aquela tribo. Em todo esse tempo, Zorobabel e Jesuá não congregaram o povo para as grandes efemérides. Não havia lugar para tal. Não havia espaço para o ajuntamento do povo. E isto aconteceu até que:






“E Ageu, profeta, e Zacarias, filho de Ido, profeta,

profetizaram aos judeus que estavam em Judá e em Jerusalém,

em nome do Deus de Israel lhes profetizaram” (Ed 5.1).
Quando o povo de Deus cessa a obra que é dele, a mensagem profética se cala. O povo fica sem desafios, sem inspiração, sem capacidade de reação. O Senhor não lhe fala. O Espírito Santo de Deus se cala diante de uma igreja omissa, conformista e retrógrada. Foi isto que aconteceu com Israel. Enquanto se submetiam aos ditames de um rei, sem nada tentarem de diferente e especial, o trabalho da causa diluiu-se, esvaiu-se e, finalmente, tornou-se inócuo e inoperante. É isto que acontece quando o povo de Deus cede aos imperativos do mundo.
Infelizmente, é isto que pode estar acontecendo hoje, também, conosco. A vida cristã precisa ser dinâmica e sempre pró-ativa. Não podemos nos permitir o recuo, o conformismo, a acomodação.
Oração para o dia:
Senhor, dá-me

sempre o espírito de ação e entusiasmo por tua obra na minha vida e na obra da tua